christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi Scarpe da donna Scarpe Scarpe Adidas adidas Scarpe Scarpe Scarpe hogan oakley nike air presto
adidas stan smith nike free nike presto chaussures sport chaussure converse Air max casquette nike sb ceinture bijoux pandora adidas chaussure chaussures de sport Chaussures air jordan femme nike air jordan nike air max femme chaussures femme louis vuitton sac nike air presto
Home   Contato  
RITUAL SAGRADO DA PROSPERIDADE SÁBADO DIA 19/8/17 ÀS 17:00HS

                           
Ayahuasca - A farmacologia da Ayahuasca

A Chacrona (Psicotria Viridis):
    A substância N-Dimethyltryptamine (DMT) está presente nas folhas da Chacrona (Psicotria Viridis). O chá das folhas, ou as folhas, não são psico-ativas quando ingeri-das isoladamente devido à rápida des-truição destes alcalóides pela Monoamina Oxidase (MAO), uma enzima naturalmente presente no organismo. A estrutura da DMT, como a de outros compostos psico-délicos, é bem semelhante à da serotonina (5-Hidroxitriptamina ou 5-HT),um importante neurotransmissor de modulação.
    A serotonina age naturalmente, desinibindo controles e processos reguladores no cérebro. Suponha-se que tanto o acréscimo dos níveis de serotonina (efeito do Mariri) como os da DMT afeta os neurônios serotonérgicos, promovendo uma hiper-estimulação e modulação, que desencadeia um largo espectro de efeitos como liberação de emoções reprimidas, recordações de memórias esquecidas e geração de imagens.

Sinergismo Químico Mariri/Chacrona:
    A DMT foi produzida em laboratório em 1931. Desde o inicio descobriu-se que a substância produzia efeitos intensos quando aplicada por via intramuscular em doses di-minutas de alguns miligramas (na ordem de 0.7mg por kg de peso), mas que em con-trapartida era inativa por via oral até mes-mo em doses 1000 vezes superiores. Uma vez bem estabelecido a sua inatividade por via oral levantou-se a necessidade de se explicar como doses diminutas,de aproximadamente 29 mg de DMT, tipicamente ingerida numa Cerimônia de Ayahuasca, são capazes de produzir efeitos intensos.
    A enzima Monoamina Oxidase (MAO) é a chave do mistério. Esta enzima, fisiologi-camente presente no sistema digestivo, tem como função destruir as diversas mo-noaminas naturalmente contidas nos ali-mentos no sentido de proteger as diversas funções cerebrais mediadas por neuro-re-ceptores ativados por monoaminas en-dógenas.
    Sendo a DMT uma monoamina ela passa a ser imediatamente, tão logo ingerida, oxidada e decomposta pela enzima MAO ao nível do intestino. Mas, no caso da Ayahuasca, acontece que os demais alcalóides presentes na poção - as Beta-carbolinas trazidas pelo Mariri - inibem momentâneo e reversívelmente a enzima intestinal MAO a ponto de evitar a degradação da acompanhante DMT na área digestiva, ficando assim disponível para absorção e penetração na corrente sanguínea e sistema nervoso central.

INOCUIDADE DO CHÁ:
   Entre 1991 e 1993, a Universidade Federal de São Paulo (antiga Escola Paulista de Medicina), Universidade de Campinas, Universidade do Estado do Rio de Ja-neiro, Universidade do Amazonas, Instituto Nacional de Pesquisas Amazônicas (INPA), Universidade da Califórnia, Universidade de Miami, Universidade do No-vo México e Universidade de Kuopio (Finlândia), foram convidados por inciativa de uma das igrejas sincréticas Brasileiras, a UDV, para gerenciar uma pesquisa cientifica, intitulada "Farmacologia Humana da Hoasca, chá usado em contexto ritual no Brasil".
    A pesquisa foi articulada pela direção central do Centro de Estudos Médico-Cien-tífico da União do Vegetal, órgão interno da instituição, que reúne seus adeptos profissionais de áreas relevantes. Os resultados constatam que o chá Ayahuas-ca é inofensivo à saúde.
    A pesquisa está publicada em importantes revistas científicas como: Psycho-pharmacology, em texto assinado por J. C. Callaway (PhD), e The Journal of Nervous and Mental Disease", em texto de Charles S. Grobb (PhD).
    Este estudo se deu em Manaus e envolveu nove centros universitários e insti-tuições de pesquisa do Brasil, Estados Unidos e Finlândia, financiados pela fun-dação norte-americana Botanical Dimension. A pesquisa começou a ser plane-jada em 1991 e aconteceu em 1993. Consistiu em aplicar testes laboratoriais e questionários, dentro dos procedimentos científicos padrões, em usuários da Ayahuasca. Eram pessoas de faixas etárias variadas, dos meios urbano e rural, freqüentadores assíduos dos cultos. Os testes foram também executados em não usuários servindo de grupo de controle.
    A avaliação psiquiátrica conduzida pelo Departamento de Psiquiatria da Univer-sidade Federal de São Paulo, Centro de Referência da Organização Mundial da Saúde, não encontrou entre os usuários pesquisados nenhum caso de depen-dência, abuso ou perda social pelo uso da Ayahuasca, aspectos presentes em usuários de drogas proscritas pela legislação.
    As conclusões comparativas são surpreendentes. A primeira delas, confirmando a afirmação de que o chá é inócuo do ponto de vista toxicológico: não se cons-tatou "nenhuma diferença significante no sistema neurosensorial, circulatório, renal, respiratório, digestivo, endócrino entre os grupos experimentadores e de controle".
    Nos testes psiquiátricos, foram aplicados os recomendados pela ortodoxia cien-tífica, o CIDI (Composite International Diagnostic Interview), com os critérios do CID 10 e DSM IIIR, e o TPQ (Tridimensional Personality Questionnaire). Constatou-se que os usuários da Ayahuasca, comparativamente aos não usuários (grupo de controle) mostraram-se mais "reflexivos, resistentes, leais, estóicos, calmos, frugais, ordeiros e persistentes". E ainda: mais "confiantes, otimistas, despreocupados, desinibidos, dispostos e enérgicos". Exibiram tam-bém "alegria, hipertimia, determinação e confiança elevada em si mesmo". Os examinandos apresentaram desempenho significativamente melhor que os do grupo de controle quanto à capacidade de lembrar as palavras na quinta ten-tativa. Foram melhores também em "número de palavras lembradas, recor-dação tardia e recordação de palavras após interferência".
    Embora o protocolo de estudo não permitia separar os benéficos atinentes ao contexto religioso dos efeitos do chá em si, esta pesquisa confirme a impressão geral – decorrente da sua utilização milenar – da inocuidade do chá. De fato não se conhece caso de lesões e doenças provocadas pelo seu uso "in natura", sem adulterações ou misturas.

Ayahuasca

Ayahuasca


nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi

Centro Espiritual Flor do Japi
(11) 4527-1500 ou 2816-3995 TEMPLO FLOR DO JAPI
(11) 99996-1454 GLAUCY.
(11) 99984-1104 JOSÉ MARIA
e-mail: flordojapy2015@gmail.com



wportella InfoWeb - Desenvolvimento de WebSites dinâmicos.
nike shox hogan scarpe calcio Tiffany christian louboutin Scarpe Adidas superstar Scarpe Reebok Adidas Scarpe nike sb Scarpe nike air force air jordan adidas scarpe Tacchi